De Janeiro a Janeiro o samba é nosso ideal

fevereiro 27, 2014 Projeto Escuta o Cheiro Uncategorized 0 comments

Carnaval esta aí, batendo a porta né?

E a gente, que não é bobo nem nada, convidou o maior e melhor especialista em Carnaval de Campinas para contar pra gente o que vai rolar nesses dias de folia! Então, com a palavra, Thiago SP, nosso querido amigo e parceir

“De janeiro a janeiro o samba é nosso ideal”

Com a frase do lindo samba de meu parceiro Celson Mody e cia, derrotado na final da escolha do samba de enredo 2014 do Camisa, começo nosso papo.

O ano novo correu para o Carnaval chegar e ele chegou.

Nem todo mundo vive o carnaval o ano todo, por isso, se me permitirem, vou colocar vocês por dentro de tudo que acontecerá nas avenidas em que o samba “vai passar”.

E para não parecer resenha de vestibular, vou destacar algumas curiosidades.

No Rio a parada é a seguinte…

Minha Verde e Rosa, que depois de um ano atribulado e cheio de incertezas, parece estar começando a entrar nos trilhos com a nova Diretoria.

Nossa Estação Primeira vai levar as Festas Brasileiras para a Marquês com o enredo “A Festança Brasileira cai no Samba da Mangueira”.

Então, enredo é batidão, mas quem está pilotando a maior escola de samba do planeta é a Carnavalesca Rosa Magalhães, uma das maiores vencedoras do Carnaval (pra quem não lembra, campeã ano passado com a Vila Isabel).

O samba é um samba de avenida, não era o meu preferido (sou suspeito, participei da disputa), mas vai acontecer.

Guardem esse pedacinho do refrão:

“Oba, Oba eu quero ver quem vai… cair na folia, sambar com a Mangueira…”.

A Mangueira vai desfilar nas Campeãs, anota aí!

Já que falamos da Vila, vamos até lá.

Surpreendentemente, depois de vencer o carnaval com um dos melhor sambas das últimas décadas, houve uma debandada geral da Escola de Noel e Martinho.

Sei lá o que aconteceu, a grana sumiu, os carnavalescos sumiram, todo mundo correu.

Só o André Diniz ficou e ganhou mais um samba, mas que não chega aos pés do samba campeão do ano passado. A Vila, sei não, podemos ter uma surpresa desagradável.

Indo para as cabeças, vamos falar de Salgueiro, Beija Flor e Unidos da Tijuca.

Pra mim, esta será a ordem final do Campeonato.

Resumindo, o Salgueiro vem com um sambão encaixadinho na Bateria Furiosa, a Beija Flor com muita grana, um samba feio, MAS… tem como enredo Mr. BONI, o Deus em vida da Rede Globo.

Se preparem pra escutar:

“A Deusa do samba, na passarela! A marca do Carnaval, é ela!”

Advinhem quem é ela??? Nosso quarto poder, a Rede Globo!

Entendeu a razão de eu ter colocado a beija em segundo lugar? E se bobiar levam o caneco!

Unidos da Tijuca… na minha humilde opinião, o enredo foi mal explorado pelo menos pelos compositores. Mas veremos um desfile muito doido com direito a Dick Vigarista correndo contra Senna, Penelope Charmosa, internet, energia elétrica e o escanbau!

Diferente do que possa parecer, o enredo falava sobre velocidade e tinha como fio condutor nosso eterno Ayrton Senna.

Contudo, o samba dá a entender que o enredo é sobre Ayrton, que também em minha humilde opinião, cabe tanto em um enredo quanto o Boni.

Entendam o que estou dizendo, esse era o refrão de cabeça original:

“Acelera Tijuca, eu vou com você
Nosso lema é vencer
Nos guia a estrela que brilha no céu
Ayrton Senna do Borel”

Mudaram as últimas linhas na última hora para “Guiando o futuro que um sonho construiu… Ayrton Senna do Brasil”, graças a Deus! Ayrton Senna do Borel parecia nome de dono de boca de fumo.

Destaques para Mocidade, que traz Pernambuco no enredo e vem com um samba legal do Dudu Nobre e para o Império da Tijuca que vem com um samba muito forte em seu enredo Batuk.

Este que vos escreve participou da disputa de sambas de enredo da Império da Tijuca este ano e digo sem reservas que ganhou o melhor samba.

Salve a Portela e Serginho Procópio, novo presidente! Parabéns Toninho Nascimento e Cia por mais um baita samba, pra mim o melhor do ano!

Enquanto isso em Sampa…
Acho que as duas caçulas do carnaval serão as boas novidades no Anhembi.

Uma já conhecida, minha querida Império de Casa Verde, casa onde tive a honra de ser Padrinho e Patrono da Ala das Baianas por 3 anos, vem pra brigar pelo carnaval.

Com o consagrado carnavalesco Alexandre Louzada, o Tigre Guerreiro leva Sustentabilidade à avenida.

Vi algumas alegorias e vou dizer, será um carnaval suntuoso com a cara da Império.

A outra é a Dragões da Real.

Confesso que conheci bem a Dragões apenas este ano e me apaixonei.

Não é só uma Escola de Samba, é uma família.

Lá, concorri com samba este ano e tive um tratamento raro, não merecia tanto.

Quem assina o enredo “Um museu de Grandes Novidades” é Rosa Magalhães e, digo com tranquilidade que a Dragões vai surpreender com sua organização, alegorias e comprometimento de todos os seus componentes e setores. Eu estarei na ala dos compositores!

No mais, acho que a briga vai ficar entre Mocidade, Rosas, Dragões e Império.

A incógnita pra mim é o tradicional Vai Vai.

Com enredo CEP sobre Paulínia, não sei o que esperar da Escola do Povo.

Não gostei muito do Samba, mas, mais do que minha irrelevante opinião, não sei se a grana prometida que viria da Terra da Replan chegou.

De qualquer maneira, o Vai Vai tem muito chão, sua comunidade é fortíssima e segura qualquer contratempo… “O Vai Vai está firme no pedaço, é tradição e o samba continua”.

Salve a Nenê do meu padrinho Marrom, do amigo Bussunda e dos meus meio primos Mari e Chico Santana, os ensaios da Nenê foram muito bons!

Nota meio triste e meio feliz.

Meu querido amigo Douglinhas Aguiar, grande intérprete do nosso Carnaval (que já este aí no escuta em meados de 2009), se aposentou.

Fiquei chateado, mas depois feliz por saber que ele irá dedicar-se ao seu estúdio musical (que desde já recomendo aos amigos músicos, é bom pra caramba).

Contudo, foi muito grata a surpresa de saber que meu “irmãozão” Celsinho Mody (que também já esteve aí no Escuta) substituirá Douglinhas em minha querida Pérola Negra.

No acesso em Sampa…

Puxando um pouco a sardinha pro meu lado, tive a honra de escrever o samba vencedor da disputa no Morro da Casa Verde esse ano.

O Morro, escola comandada por dona Guga (uma guerreira), levará o “Medo” ao Anhembi.

“Quem é do Morro não tem medo de careta!”

O acesso este ano está muito concorrido com a presença de Mancha Verde e Vila Maria, mas acho que o Morro e a Estrela do Terceiro Milênio podem surpreender.

Pra fechar nosso papo, aterrisso em nossa querida terra.

Em Campinas…

Este ano teremos disputa entre as Escolas de Samba de Campinas.

Isso já é uma vitória para todos que gostam de nossa maior festa popular.

Campinas que já teve o maior Carnaval do Estado de São Paulo, está retomando seu bom curso, não tenho dúvidas.

Muita coisa pode melhorar, mas acho que o esforço feito pela Secretaria Municipal de Cultura, Liga das Escolas e as próprias Escolas é um ótimo começo para essa volta por cima.

Temos potencial e público para sermos grandes novamente.

Vou torcer para que todas as escolas façam grandes desfiles e, apesar de ser Leões (que desce com meu samba em parceria com Gustavo Moscardini), minha maior torcida este ano é para o carnaval!

Vamos prestigiar nossa festa!

Alô Bateria!
Aproveitem também os Blocos quem vêm com tudo esse ano. Vai ter folia nos quatro cantos da cidade!

Deixo um abraço a todos os blocos por intermédio dos amigos do Nem Sangue nem Areia, “União Altaneira” e da bateria Alcalina!

Divirtam-se nas avenidas e cuidado nas estradas!

Beijão em todos!

Thiago SP.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *