out
20

por tatiana braga para o projeto escuta o cheiro

Nossa! Que festa bonita e quanta gente bonita! De novo agradecemos à Santa Clara que fez um bom combinado com São Pedro e não choveu nadica, contrariando a previsão. Ufa! Mas, gradicidos mesmo ficamos é por vocês terem vindo com aquele sorrisão no rosto e aquela vontade de passar a tarde! Dois anos é só melhora! Aquele papo de se melhorar estraga, não funciona aqui não! Dois anos que só vendo!

Aniversário com tudo que tem direito: teve bolo gostoso e parabéns, batucada de bambas com direito a trombone( pensa que é mole?), um monte de sambas, um monte de gente tudo boa gente! Samba no pé de pé no chão e cantoria afinada! Criançada, balão e palhaça querida distribuindo docinho! Ah....só vendo!
























pelo nosso amigo Thiago de Souza para o Projeto Escuta o Cheiro

Ao Mestre com carinho.

Além das valorosas comemorações dos dois anos e da sedimentada maturidade do Projeto Escuta o Cheiro e do Grupo Casa Caiada, outro motivo nos uniu na linda tarde de domingo do último dia 17, a recuperação da saúde de meu avô e, não apenas por isso, amigo, Lazinho.
O cara levou dois sustos grandes este ano, mas como o “samba agoniza, mas não morre” ele deu a volta por cima e voltou como bom malandro de volta à sua praça.
São 86 anos de estórias, tombos, farras, sambas, mulheres e de muita vida.
Como bom malandro, seu tino nunca foi pra herói americano e sim pra algum encantado como meu querido amigo e protetor Seu Zé.
Sem ignorar o fato de que somos em grande medida o resultado do que vivemos, afirmo, não só pelo que sinto, mas pelo o quanto este querido velhinho cativa nas pessoas, que o resultado de sua vida, embora saiba ainda não ser finda, foi e é de muito amor.
Obrigado demais aos meus queridos amigos do projeto escuta o cheiro pela imensa delicadeza com minha família e em especial ao meu querido Avô por essa linda homenagem.
Agradeço em nome de todos os “Souzas”.
Grande Beijo a todos que fazem parte deste lindo movimento cultural, tanto os que atuam em sua organização (Marcinho, Silo, Casa Caiada, Tati, Dani e Lu), quanto os queridos amigos que levam a este terreiro enantado toda graça e alegria lá encontrada!
Grande Beijo do grato e sempre amigo,

Thiago.


dia 21 tem mais! Anota aí!
0
out
11
por tatiana braga para o projeto escuta o cheiro


Viva a simplicidade! Viva a festa no quintal, a comidinha caseira, o chinelo no pé, o coração tranquilo e o abraço sincero. Nos reunimos agora, dia 17, pra celebrar mais uma vez a alegria que vem da simplicidade!
Quem dera as coisas da vida fossem simples assim o tempo todo né? Quem dera votar fosse simples e a gente também pudesse vislumbrar um bom futuro político simplesmente escolhendo entre duas opções igualmente boas. Mas será? Gastura não é nada simples...

Ainda bem que aqui é simples assim mesmo: fundo do quintal do Marcio com Marcio feliz da vida, panelão da Dani e da Lu no fogo, cerveja gelada e caipirinha de cachaça de alambique no bar com pessoas que te servem com alegria, sambão do Casa Caiada comendo solto, gente conversando, cantando, dançando e sorrindo na mais pura simplicidade! Num tem mistério não!
Nesse tempo de alta tecnologia, de informação em tempo real, de correria pra assimilar tudo o que acontece, ponderar e decidir, de fazer tudo o que é preciso, enfim, de dar conta dessa demanda que corre veloz, nada como um sambinha de domingo a tarde pra simplesmente relaxar, fazer a pausinha necessária pra seguir adiante mais feliz.
De dois anos pra cá pensamos benfeitorias, recebemos muitos convidados e velhos amigos, também fizemos muitos novos amigos. Ajudamos satisfeitos quem precisa com a sua ajuda. Tivemos muita chuva pra refrescar o samba e também muito sol pra fazer brilhar a tarde. Teve muita comida gostosa, muitos aniversários, muitos velhos e bons sambas e sambas novos também. Se você der uma passeada pelas imagens deste blog verá, meu preto, que em todas elas há uma alegria permanente que simplesmente acontece.
Ficamos verdadeiramente orgulhosos de poder proporcionar um encontro de Samba e amigos aqui em Campinas, que além de homenagear e celebrar o Samba Paulista, proporciona momentos de lazer na mais pura simplicidade. Um Projeto independente, que nasceu de uma idéia simples e que só depende de boa vontade pra existir e acontecer.
Verdade que pra preservar esta simplicidade e a atmosfera de casa de família, fugimos bastante da mídia. Recentemente e com permissão concedida, o Projeto teve visibilidade na Revista Metrópole do Correio Popular, através da reportagem do Henrique Nunes e no Jornal Todo Dia, através do jornalista Paulo Corrêa. Damos a mão à palmatória, agradecemos pelas matérias e reconhecemos que a partir de então fizemos novos amigos! Uma gente bamba que manda emails simpáticos e curiosos pra gente, que chega aqui com a mesma disposição, que se diverte bastante, que reconhece o Projeto e se afina com ele. Pronto, falei!
Pois então chega mais que nessa levada de dois anos, comemoramos este mês o segundo aniversário do Projeto e do Casa Caiada e, mais uma vez, as portas estão abertas pra te receber! O convidado especial é simplesmente você!
Como eu venho dizendo, estamos aqui felizes da vida comemorando também o lançamento do cd do Casa Caiada, fruto de trabalho e dedicação destes rapazes na companhia de muitos outros bambas que nos visitam por aqui!
A festa é nossa! Pode vir!

1a. edição. outubro de 2008. qualquer semelhança....
0